Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Fernando Campani

Esta postagem é dedicada a mais um membro da família Campani: Fernando Fernandes Campani. Seu bisavô  (Alois Paul), era irmão do meu bisavô (Josef Michael), ambos filhos de Ludwig Campani e Elizabeth Angerer.

Fernando Campani é professor de dança de salão com especialização no Brasil e exterior, dançarino, coreógrafo, proprietário do Studio de Danças Fernando Campani, diretor da Equipe Fernando Campani, produtor cultural, registrado no Conselho Regional de Educação Física e no SATED/RS, graduando em psicologia, pós-graduando em Dança de Salão. Professor de Danças Gaúchas de Salão, formado pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho/ MTG. Master em PNL, pelo Centro Sul Brasileiro de Programação Neuro Linguística.

Ministra aulas desde 1995 em seu Studio, e, nos principais clubes, universidades, associações, academias e hospitais de Porto Alegre.

Desde 1996 é professor de Valsa e preparador corporal de valsa para debutantes. Neste período atuando diretamente em diversos clubes de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul.

De 2004 a 2010 participou como convidado pela Costa Cruzeiros para participar do Cruzeiro "Dançando a Bordo", onde realizou shows de Tango e Danças Gaúchas de Salão, aulas de Danças Gaúchas, e também como anfitrião das Estações de Tango.

Em 2011 está realizando o Cruzeiro Royal Dance com Fernando Campani, onde participa como protagonista deste cruzeiro da Royal Caribbean.

Desde 1994 realiza eventos de dança, como produtor cultural. Somando neste período mais de 100 eventos.

Desde 1996 organiza grupos de viagens para roteiros dançantes. Somando neste período mais de 3000 pessoas viajando para 15 roteiros dançantes.

Realizou mais de 120 apresentações com aula de dança e entrevistas nas emissoras de TV do Rio Grande do Sul e Brasil.

Realizou mais de 300 apresentações de dança em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Brasil e exterior.

Realizou mais de 100 palestras sobre os benefícios da Dança de Salão, no Rio Grande do Sul e Brasil.

Criador e Diretor dos espetáculos Fragmentos de Bailare, Bailare, Uma Noite no Cinema, Eternos Interiores e Momentos.

Realizou diversas aulas e cursos para pacientes de psicologia na Clínica Escola da ULBRA, e em clínicas e hospitais de Porto Alegre.

Abaixo, uma entrevista que concedeu ao Jô Soares:





Studio/Equipe/Cia de Danças Fernando Campani

Em 1995 iniciou as atividades o Studio de Danças Fernando Campani, um local que tem como missão levar a dança, a música e o movimento de uma forma leve e agradável para um maior número de pessoas possível. Isto através de aulas ministradas pelo seu diretor e proprietário, o professor Fernando Campani.

Em 2001 começou o trabalho de formação de uma equipe de professores de dança e também a companhia de Dança de Salão. Na equipe o objetivo é ensinar de forma leve e agradável, com uma visão qualitativa e quantitativa do aprendizado, enquanto que a Companhia de Dança com o objetivo de levar a dança com características de elegância, beleza e visão moderna valorizando a tradição de cada dança. A Companhia de Dança já realizou os espetáculos "Fragmentos de Bailare", "Bailare", "Eternos Interiores", "Uma Noite no Cinema", além de diversos trabalhos em Porto Alegre e em diversos locais do Brasil, incluindo cruzeiros dançantes.


Dançar e as Danças de Salão, de Fernando Campani

Dançar é uma arte! A dança é a primeira arte do homem, veio antes da linguagem falada e da música. O homem primitivo muitas vezes usava a dança e os movimentos em vez da linguagem falada para exprimir seus pensamentos. Alguns destes gestos ainda estão evidentes, pois as pessoas em todo o mundo balançam a cabeça da mesma forma para dizer "sim", sacodem-na de um lado para o outro para dizer "não", e até erguem os ombros voltando as mãos para fora para dizer "não sei". Através dos séculos, os povos de várias regiões e nações criaram os seus gestos particulares de se expressar, do mesmo modo, como criaram sua própria maneira de dançar.

Em todos os tempos houve sempre um denominador comum - o ritmo. O ritmo sempre lembrou movimento, e a dança é um movimento ritmado do corpo, onde, através destes movimentos transmitimos pensamentos e mensagens para nos comunicarmos, refletindo o estado de espírito do ser humano naquele momento.

A dança é uma forma de comunicação do homem. Observem as crianças: Por não terem as inibições que podem atormentar os adultos, as crianças se movimentam livremente e com alegria, sempre exprimindo seus pensamentos e sentimentos por meio de gestos exuberantes. O ritmo e a dança nos são naturais, dançamos desde que nascemos, e até antes, pois ainda no útero materno o feto já experimenta o prazer de movimentar seu corpinho, embalado pela batida compassada do coração de sua mãe.

As danças de salão (também conhecidas como danças de pares ou danças sociais) se desenvolveram nos anos do renascimento, mas foi na época da revolução francesa que a dança tornou-se realmente uma atividade para casais. A valsa vienense (conhecida como a mãe das danças de salão), romantizava a dança de pares. O século XIX foi um período puritano, em que a dança era a única forma aceitável de contato físico em público entre homens e mulheres.

Durante o século XIX e início do século XX surgiram diversos tipos de danças de salão, estilos estes conhecidos e dançados com muitos adeptos até os dias de hoje. Ritmos como samba, tango, rock, merengue, mambo, swing entre outros, encantam os bailes e festas nos quatro cantos do nosso planeta.

A dança de salão está sendo hoje, considerada como uma das melhores atividades terapêuticas contra o stress. É uma forma gostosa e suave de se exercitar e de aproximar as pessoas, de reencotrar a emoção do contato humano e de mostrar que a alegria de dançar junto pode estar a um passo, literalmente. É recomendada para todas as idades, os efeitos colaterais são os melhores possíveis e ainda serve para emagrecer quando feito com regularidade. Ajuda as pessoas a desenvolverem o equilíbrio, agilidade, coordenação motora, melhora a auto-confiança e, principalmente para os homens desenvolve o poder de decisão, além de liberar as pessoas, trazendo muitos benefícios psico-fisiológicos. Pessoas tímidas ficam mais  desinibidas, casais melhoram a harmonia e cumplicidade corporal, pessoas estressadas descobrem uma forma de relaxar suas tensões. Independente da idade, todos aproveitam a dança.

Dançar é uma celebração à vida e um ato de amor. É uma forma de libertarmos o nosso corpo, nossa mente e nossa alma. É uma linguagem onde expressamos os mais profundos e verdadeiros sentimentos. O ser dançante é um ser feliz.

A dança é um fenômeno universal, que atrai e seduz a todos, é uma necessidade básica do ser humano. Por isso a dança não tem idade, sexo, cor ou religião. E, como disse a grande mestra Maria Antonieta Guaycurus: "É impossível não se sentir pelo menos um pouco mais feliz depois de se aprender a dançar".

Durante a dança envolvemos o nosso pensamento em melodias agradáveis aos nossos sentidos, fazendo que o grande templo de nossos sonhos e anseios - nosso corpo, demostre através de gestos uma manifestação de esplendor e contemplação à vida. A magia da dança está em nos fazer sonhar com os pés no chão, nos envolver e cativar num clima de harmonia e felicidade, encantando a todos que estiverem apreciando, pois dançando, mostramos que a vida é uma experiência fantástica e devemos vivê-la intensamente, aproveitando cada momento de nossa existência.

Mais informações sobre o Studio de Danças Fernando Campani: www.fernandocampani.com.br

Sobre o autor: Raul Campani é artista plástico pós-graduado em Gestão Cultural. Flerta com a música, gosta de filosofia, aficionado em genealogia e trabalha como economiário.YouTube|Facebook|Instagram

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário