Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 6 de junho de 2010

Bonitinha, mas ordinária

Continua em cartaz, apresentado pela Cia Grutta Teatral, a peça: "Bonitinha, mas ordinária", de Nelson Rodrigues, no Teatro Ipanema, Rua Prudente de Morais, 824, no Rio de Janeiro. Próximas apresentações, dias: 08, 09, 15 e 16 de junho às 20:30 H.  Direção: Linn Falcão.
Na foto, da esquerda para direita: D. Ligia (Fabiana Salaberry), Heitor Werneck (Paulo Campani), Edgar (Marcos Carvalho), Ritinha (Linn Falcão), Peixoto (Bethoven) e Maria Cecilia (Mariana Paulicelli Stein).


Participam também do elenco: Marina Carvalho, Raphael Gonçalves, Sheyla Senna, Marcello D` Azevedo, Daiana Oliveira, Jika Oliveira, Lily de Almeida, Hugo Barrylari, Vinícius Burguez, Lorenzo Baroni.
Sinopse: "Edgard trabalha como subalterno na empresa do milionário Werneck e é apaixonado por Ritinha, uma mulher simples que trabalha como professora para sustentar a mãe e suas três irmãs. Um dia Peixoto, genro e funcionário de Werneck, lhe faz uma proposta para que se case com Maria Cecília, filha do patrão. O motivo é que Maria Cecília foi currada e agora precisa de um noivo, mesmo que seja comprado. Edgard hesita, mas aceita a proposta. A partir de então ele entra em uma grande dúvida: deve depositar o cheque e se casar com Maria Cecília ou ficar com Ritinha, seu grande amor?" Fonte: Comunidade criada por Paulo Campani no Orkut: Bonitinha, mas ordinária.
Natural de Porto Alegre/RS, formado em Medicina Veterinária, Paulo Campani é um exemplo a ser seguido. Começou sua carreira artística em 2005, aos 53 anos de idade, com o espetáculo “O Tempo não para” de Gerson Vizzani, em 2006 interpretou o personagem, Harpagon em “Um amor por Moliére” de Felipe Tocci. Em 2007 entrou para a Cia Grutta Teatral, participando do espetáculo “Boca de Ouro” de Nelson Rodrigues e do infantil “Três Peraltas na Praça” de José Valuzzi, montado em 2008. Suas palavras são: “Certas emoções ficam gravadas na memória, e muitas vezes, achamos que dificilmente serão repetidas com a mesma intensidade. Aos 3 anos subi ao palco pela primeira vez. Com surpresa, 50 anos depois durante meu curso de formação profissionalizante, tornei as expectativas e lembranças em certeza. Certeza de continuar o meu crescimento, certeza de ter e trazer alegria, e a confirmação da minha felicidade.” Fonte: Ficha Técnica da Cia Grutta Teatral.

Seu nome completo é Paulo Ricardo Campani, filho de Jayme Paulo Campani, neto de Osvaldo Manoel Alberto Campani e binseto de Alois Paul Campani, que foi um dos filhos de Ludwig Campani e Elizabeth Angerer, nossos antepassados em comum. Portanto, temos aí mais um Campani sendo retratado no "Campani Cultural", apresentando seu talento  no papel do milionário Heitor Werneck, nessa magnífica trama de Nelson Rodrigues.

Sobre o autor: Raul Campani é artista plástico pós-graduado em Gestão Cultural. Flerta com a música, gosta de filosofia, aficionado em genealogia e trabalha como economiário.YouTube|Facebook|Instagram

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Olá Raul,
    obrigada pela visita. Não tive fotolog no uol.
    Gostei daqui, diversificado, artigos muito interessantes e, você está de parabéns pelas pinturas.
    É fascinante conhecer a história da nossa gente.
    Um blog para ser seguido.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Maria Lucia e Fátima pelos comentários, espero poder ajudar a valorizar pessoas que tenham talento e colaborem para o crescimento de nossa cultura.

    ResponderExcluir